Volatilidade: um estudo sobre ciclos e retornos

Neste estudo iremos abordar a redução da volatilidade no Bitcoin através dos anos e como identificar padrões de topo e fundo por meio do índice volatilidade histórica desenvolvido.

Volatilidade: um estudo sobre ciclos e retornos

A volatilidade histórica pode ser compreendida com uma medida estatística da dispersão na rentabilidade de um determinado ativo e pode ser calculada através do desvio padrão da variação percentual, neste caso, do Bitcoin.

Índice de Volatilidade por @caueconomy - Fonte: glassnode

Geralmente, quanto mais volátil é um ativo, mais arriscado ele é. Mas por que devemos nos preocupar com a volatilidade?

A resposta é simples, seja você um hodler ou trader: num livre mercado os preços flutuam através da negociação entre os participantes, se compreendermos a volatilidade, poderemos compreender os retornos e períodos de maior turbulência entre os participantes da rede.

Para isto, iremos abordar o conceito de volatilidade histórica, apesar de existir outros modelos de cálculos de volatilidade como implícita, realizada e anualizada.

Este índice de volatilidade histórica foi desenvolvido por mim através do desvio padrão da variação percentual diária do Bitcoin e portanto é uma exclusividade do BlockTrends Research, que agora será compartilhado com nossos assinantes periodicamente.

De forma a sermos práticos, não entraremos em detalhes mais aprofundados sobre o cálculo e as fórmulas utilizadas para o desenvolvimento do índice, vamos focar diretamente nos resultados, aqui vão eles:

1 - Volatilidade do Bitcoin diminui ao longo do tempo?

Índice de Volatilidade Anual por @caueconomy.
A resposta é: sim!

A volatilidade do Bitcoin tem reduzido ao longo do tempo, com o amadurecimento do mercado e aumento da liquidez a tendência tem sido de redução na volatilidade histórica diária. Podemos constatar isto através do gráfico acima da volatilidade de 365 dias, nos anos de 2011 e 2012 a volatilidade era consideravelmente acima do que presenciamos hoje.

Podemos entender liquidez como a capacidade que um determinado mercado possui de sustentar grandes fluxos de entrada/saída sem que hajam grandes variações no seu preço. Isto está diretamente correlacionado com a quantidade de capital existente dentro deste mercado.

Atualmente, o mercado com a maior liquidez é o conhecido como Foreign Exchange, ou mercado cambial.

No Bitcoin, podemos acompanhar isto através da métrica chamada Capitalização de Mercado, que é calculada através da multiplicação do preço unitário do Bitcoin e a quantidade de moedas circulantes.

Aqui temos uma outra forma de visualizar a volatilidade decrescente através da taxa de variação percentual do preço do Bitcoin, bem alta nos anos iniciais de negociação mas menor nos dias de hoje.

A linha branca do gráfico é a capitalização de mercado, onde podemos constatar que, a medida que cresce, a variação anual e a volatilidade anual reduzem.

O lado “negativo” é que também há alta probabilidade de termos menores retornos nos próximos ciclos de alta, entretanto, ainda bem superior que praticamente todos os ativos do planeta.

2 - Quais são os períodos mais voláteis do Bitcoin?

Índice de Volatilidade de 30 dias por @caueconomy - Fonte: glassnode

O gráfico acima mostra a volatilidade histórica de 30 dias. Aqui já começamos a observar alguns padrões durante os ciclos do Bitcoin.

Os períodos de maior volatilidade do bitcoin são próximos aos topos e fundos de ciclos bear/bull.

Com maior nível de negociação nos períodos de alta, ocasionados geralmente por FOMO e ganância extrema, UMA maior volatilidade é observada nos picos de mercado.

Uma forma de ver melhor este efeito é ao estendermos a janela de observação para 30 e 90 dias.

Índice de Volatilidade de 60d e 90d por @caueconomy - Fonte: glassnode

Aqui vemos com clareza que os topos de mercado foram marcados por grandes picos de volatilidade, mas não só, os fundos também.

A explicação para que fundos de ciclos também possuam alta volatilidade é pelo efeito “capitulação”, evento entendido como o momento onde diversos investidores são levados ao extremo da sua convicção após uma forte desvalorização no preço.

Neste momento, seja por fatores psicológicos, como o medo de perder todo o dinheiro, ou mesmo de mercado, como uma liquidação forçada em uma posição alavancada, há um momento onde muitos participantes acabam vendendo suas posições em grande prejuízo.

Esta venda forçada acaba gerando um efeito em cadeia chamado Capitulação, por isto também há um forte pico de volatilidade.

Agora que sabemos que em topos e fundos há picos de volatilidade, como podemos rastrear isto de forma sistemática para encontrar os ciclos de mercado através da volatilidade histórica? É isto que aprofundaremos no último tópico.

3 - Como encontrar confirmações de topos/fundos através da volatilidade?

Uma vez que entendemos que tanto em topos de bull market, quanto em fundos de bear market a volatilidade no Bitcoin tende a se comportar além do normal, podemos utilizar isto para visualizar a tendência comum da volatilidade do ativo e comparar com momentos específicos.

Para visualizar a tendência, vamos utilizar a volatilidade histórica anual, uma visão de longo prazo da movimentação, e comparar com a volatilidade de 30 dias, sendo uma visão de curto prazo.

Índice de Volatilidade de 30d x Anual por @caueconomy - Fonte: glassnode

Assim, vemos todos os momentos onde a volatilidade realizada esteve muito acima ou muito abaixo do padrão histórico anual da movimentação de preço.

Logo de cara já podemos observar que ao entrarmos em bear markets a volatilidade tende a cair para níveis bem abaixo do padrão anual.

Índice de Volatilidade de 30d x Anual por @caueconomy - Fonte: glassnode

Este comportamento ocorre por causa do movimento natural de desalavancagem feito pela grande maioria dos negociadores de curto, sendo estes aqueles que mais geram volatilidade ao mercado. Em momentos de quedas de preço e períodos prolongados de baixa o interesse pela negociação também cai.

Entretanto, para termos um nível de precisão ainda maior vamos precisar observar períodos específicos da história do Bitcoin, de modo a encontrar quando houve os principais picos de volatilidade.

Índice de Volatilidade de 30d x Anual por @caueconomy - Fonte: glassnode

Excluindo o ciclo atual, que iremos abordar em seguida, tivemos cerca de 8 grandes picos de volatilidade significativos para o preço durante a história.

Cinco destes picos (vermelho) foram encontrados justamente em topos de mercado. A combinação de rally de preços, alta alavancagem e euforia extrema corroborou para este tipo de evento.

Os outros três picos (verde) foram visualizados nos exatos 3 últimos fundos de ciclo de médio/longo prazo.

Então a constatação inicial que poderíamos ter os maiores picos em topos e fundos está confirmada através deste estudo. As últimas 3 grandes capitulações da rede geraram picos significativos de volatilidade e isto condiz com os exatos fundos.

Ainda para melhorar esta confirmação, vamos alargar um pouco mais o horizonte de curto prazo e sobrepor a volatilidade de 60 dias ao gráfico.

Índice de Volatilidade de 30d/90d x Anual por @caueconomy - Fonte: glassnode

Desta forma, podemos utilizar a volatilidade de 60 dias para confirmar que o movimento de preço realmente foi forte o suficiente para desviar da tendência de longo prazo. Note que em todos os fundos de bear, ocasionado por eventos de capitulação, houveram tanto picos na volatilidade de 30 dias quanto na de 60 dias.

A confirmação em alguns casos surge atrasada, pelo efeito de contabilizar períodos de aproximadamente dois meses. Tanto no fundo de 2015, no de 2018 e 2020 tivemos ambas as volatilidades cruzando o valor anual.

Neste ciclo, já tivemos ambas as volatilidades acima do padrão anual decorrido após os eventos do crash da Terra Luna que gerou grandes movimentações de liquidações e capitulações, podendo sustentar a tese de que já vimos um pico de volatilidade presente em fundos de bear.

Isto não invalida a tese de que uma deterioração maior na economia global não possa desencadear outro evento de capitulação, isto apenas nos mostra de que em condições normais o fundo do mercado estatisticamente já foi encontrado.

Sinaliza, portanto, que este é um momento oportuno para ser um comprador visando longo prazo e que alocações nesta faixa atual de preço tem alto potencial futuro de valorização.

Veja os comentários

Assine o BlockTrends | Research para poder visualizar e comentar.

Inscreva-se já